• Bambuí, 20 de Outubro de 2019

Homem agride idoso com socos em edifício no Centro de BH; veja vídeo

Foto: Divulgação/Reprodução

A Polícia Militar (PM) registrou, na tarde dessa segunda-feira (7), uma ocorrência de agressão realizada por um homem de 36 anos, denominado Michel Simioni, contra um idoso em Belo Horizonte. O caso aconteceu em um prédio localizado na Rua da Bahia, nas imediações da Praça Rui Barbosa, no Centro da cidade, e foi gravado por câmera de segurança.

No vídeo, de 58 segundos (assista abaixo), o idoso e o agressor são vistos conversando no hall do elevador. Num momento, o senhor mais velho gesticula como se argumentasse. O vizinho carregava duas caixas e as coloca no chão, assumindo uma postura ameaçadora. Aos 12 segundos, o idoso observa nitidamente a câmera e os dois se movem para o centro da filmagem, quando as agressões começam. 

A situação, de acordo com ação movida pelo escritório de advocacia Oliveira Filho contra o suspeito, envolve diferentes pessoas, entre elas a mãe do acusado, Patrícia Simioni, e pessoas ligadas a uma financiadora de imóveis.

De acordo com a ação, protocolada junto à promotoria da comarca de BH, houve diversos desentendimentos entre o homem e a empresa, que, conforme o documento, culminaram em ameaças, agressões e abusos por parte do suspeito.

Em breve contato com o Estado de Minas, Michel Simioni chamou o idoso agredido de “ladrão”. “Esse cara é um ladrão! Ofendeu minha família e me ameaçou”, relatou o homem por meio de uma rede social.

Os desentendimentos entre as partes giram em torno de um imóvel localizado no prédio do Centro de BH. Conforme o boletim de ocorrência, registrado com base nos relatos da vítima, o idoso contou que estava num elevador quando foi ameaçado.

“Não olha pra mim”, teria dito o homem ao idoso, segundo o boletim de ocorrência. Momentos depois, ainda conforme o histórico do documento policial, a vítima recebeu diversos socos no rosto, assim como evidenciado no vídeo.

O idoso contou à polícia que procurou atendimento por conta própria. Na ação protocolada no Ministério Público, o advogado da vítima relata, ainda, outras ameaças contra diversos funcionários da empresa.

“Inclusive, a empresa ViaCerta está encontrando dificuldades de manter seu regular funcionamento, uma vez que funcionários estão deixando de ir ao trabalho por medo do noticiado (Michel Simioni)”, ressalta o documento.

Além disso, imagens anexas à ação mostram danos ao escritório da financiadora que teriam sido causados por Michel Simioni. Ele teria quebrado portas, um cano de banheiro e materiais da empresa.

A reportagem tenta contato com o advogado da vítima, mas ainda não obteve retorno.


Compartilhe:

COMENTÁRIOS